O que é endomarketing e como utilizá-lo?

O endomarketing é a reflexão de uma empresa que a orienta a tomar algumas decisões estratégicas em relação ao seu posicionamento no mercado.

A prática tem como objetivo transformar as teorias de Missão, Visão e Valores em resultados concretos, mobilizando a equipe da empresa a refletir tais resultados para o público externo. Não é apenas a forma como a empresa se comunica com seus funcionários, mas também, envolver a prática de compartilhar ideias com os colaboradores, guiar estratégias e liderar ações.

A essência do endomarketing é a atratividade, ou seja, comunicar com efetividade. As informações sobre o produto devem ser embaladas de forma atrativa.

Um planejamento estratégico para guiar os esforços dos funcionários e crescer o máximo possível divulgado e vivenciado no dia a dia da empresa também é um dos itens para seguir os passos do endomarketing. Além do reconhecimento do funcionário e da adoção de uma política de transparência, a integração entre público externo e a equipe empresarial é de suma importância para o maior crescimento possível da sua empresa.


As tendências do marketing digital em 2021

A Pandemia do coronavírus veio para transformar comportamentos, tecnologias e modos de trabalho, que impactaram no mundo digital. As consequências fizeram com que houvesse uma adaptação ao “novo normal”, e aos poucos, empresários que se adaptaram encontraram respostas para a crise.

Para 2021, o mercado digital lançou algumas tendências que devem se aprofundar no novo ano, utilizando como base, alguns métodos de 2020.

Lives

Com as restrições impostas pelo distanciamento social, buscar entretenimento dentro de casa virou um desafio para muitos. Com isso, as lives se multiplicaram em várias plataformas, como Instagram, Youtube e Zoom, possibilitando também, a realização de reuniões, palestras e aulas. Os espectadores buscavam por conexões humanas em tempo real e envolvimento com o conteúdo, já que atividades assim permitem interação com o público.

Para 2021, aproveitar o engajamento em tempo real vai ser necessário, então, aposte nas reuniões que permitem feedbacks simultâneos.

Conteúdos interativos

Para criar envolvimento humano e se desprender de números de curtidas e visualizações, algumas marcas passaram a empreender em conteúdos interativos, para aumentar o engajamento.

Questionários, quizzes e e-books são ótimos conteúdos para os seguidores que estão afim de se envolver com a rede da marca.

User generated content (UGC)

User generated content significa conteúdo gerado pelo usuários. No Marketing Digital pode-se usar de outros usuários para aproveitar suas estratégias.

O UGC tende a se fortalecer em 2021. Isso deve acontecer porque as marcas estão percebendo o poder de influência de usuários comuns, cujas experiências com a marca funcionam como prova social para outros consumidores. Portanto, eles podem ser entendidos como nanoinfluenciadores — com pequeno alcance, mas alto poder de influência por serem autênticos, próximos e confiáveis.

Marcas mais humanas e comprometidas

O público têm buscado cada vez mais por marcas engajadas e comprometidas com a população, com o meio-ambiente e com causas sociais. Nem sempre curtidas representam satisfação, por isso, é necessário envolver seu negócio em assuntos relevantes para a sociedade, tornando sua marca mais humana.


A importância do conteúdo visual

Para atrair a atenção dos usuários, uma marca precisa se adaptar as necessidades dos seus clientes. Seja lá qual for a imagem exposta na rede social da marca, ela será sempre a primeira impressão que o cliente terá.

Vídeos, áudios e imagens, além de tornarem o produto mais atraente e interativo, reforçam o que a marca está querendo transmitir, diferente do texto.

Uma pesquisa realizada pela Go-Gulf constatou que o tipo de conteúdo que as pessoas mais compartilham nas redes são imagens.

Outro fato é que as pessoas têm cada vez mais informações para consumir e menos tempo para assimilar, então a praticidade precisa ser oferecida pelos produtores de conteúdo.

Existem vários formatos de conteúdo visual e cada um pode ser utilizado de uma forma diferente para cada marca.

Vídeos

Os vídeos entretém ao mesmo tempo que informam o público. Sejam vídeos institucionais, instrutivos ou até mesmo cursos, não exigem grandes produções e podem ser gravados de qualquer lugar, a qualquer hora com um celular de boa qualidade. São essenciais para quem deseja expandir seu negócio no meio digital.

Infográficos

É maneira mais rápida de informar números de uma forma atrativa, juntando gráficos e porcentagens ou detalhando instruções, como em um passo a passo.

GIFS e memes

São outros formatos de apresentar posicionamentos da marca, porém de forma leve e descontraída, possibilitando maior engajamento das redes sociais da empresa.


Audiovisual: a nova tendência do mercado

2018 foi o ano de transição das redes sociais: o declínio do Facebook e a ascensão do Instagram. No entanto, com a propagação assídua de Fake News, as redes sociais perderam credibilidade com os usuários, o que se tornou um desafio para os empresários que decidiriam aderir ao meio digital.

Para melhores resultados, o profissional deve aprender a utilizar a inteligência artificial da plataforma, ler seus dados e entender seu público. É importante a aplicação de informações de dados para o desenvolvimento de conteúdos estrategicamente planejados com o intuito de gerar engajamento nas redes.

O Instagram oferece plataformas de exibição práticas e acessíveis:

Stories - ferramenta para mostrar o dia a dia da empresa e detalhes de novos produtos. Apesar de durarem somente 24 horas, os stories são os primeiros vistos pelo público.

IGTV – também conhecido como o Instagram TV, o recurso permite vídeos de 10 a 60 minutos de duração. Especialistas estimam que 80% do que consumimos online, em breve, será conteúdo de vídeo.

Transmissão ao vivo - as conhecidas “lives” viraram tendência no ano de 2020. Esse formato permite a interação público com a marca.